Quantidade de Páginas visitadas

Projeto Político Pedagógico 2017 (documento...clique aqui)
Histórico do Colégio Estadual Tancredo Neves


O Colégio Estadual Tancredo Neves – Ensino Fundamental, Médio e Profissionalizante, está localizado na Região Sudoeste do Paraná, no município de Francisco Beltrão, na zona norte da cidade, distante mais de 07 Km (sete) do Centro, no bairro Pinheirinho.

A origem do Colégio está intimamente ligada ao crescimento urbano e ao desenvolvimento econômico da cidade. Nos anos 80, em virtude da criação e instalação de indústrias (dentre elas o frigorífico Chapecó, hoje BRF (Brazil Foods)), a cidade norte, como atualmente é denominada, sofreu significativo crescimento populacional, habitantes dos novos loteamentos estruturados nesta região, na maioria, trabalhadores que migraram com suas famílias de outros bairros e foram empregados pelo frigorífico e demais empreendimentos locais.

Em consequência desse processo, aumentava também a demanda do número de crianças, adolescentes e jovens na região norte e, com isso, a necessidade de ampliação de atendimento educacional, oferecido até então pela Escola Municipal Casemiro de Abreu, que atendia a aproximadamente a 300 alunos, matriculados no ensino de 1º grau, como era denominada esta etapa da escolarização.

Para as demais etapas os alunos necessitavam deslocar-se para os Colégios do centro da cidade, dependiam de transporte e desprendimento de orçamento familiar para custar o deslocamento. Este fato, aliado ao baixo nível econômico da população da região norte, desencadeou a evasão escolar de inúmeros alunos.

Diante dessa situação professores, funcionários e direção da Escola Municipal Casemiro de Abreu, representados pela diretora Inês de Oliveira Santos, mobilizaram-se com a comunidade para solicitar que a Secretaria Estadual de Educação oferecesse aos alunos da cidade norte, as etapas seguintes do Ensino Fundamental e Médio.

O processo de implantação foi autorizado pela Resolução da Secretaria de Educação do Estado do Paraná, sob o nº 5.431/1985 de 10 de Dezembro de 1985. Em 1986 foram abertas as duas turmas de quinta série (atual 6º ano), alocadas em salas cedidas pela Prefeitura Municipal, funcionando de forma compartilhada com a Escola Casemiro de Abreu. No ano de 1988, o Colégio passa a oferecer ensino noturno para atender a necessidade dos alunos trabalhadores do Ensino Fundamental.

Em 1993, para atender a demanda dos alunos concluintes do Ensino Fundamental, o Colégio passou a ofertar Ensino Médio. Nesse período, funcionava como uma extensão do Colégio Estadual Reinaldo Sass, de onde era emitida toda a documentação relativa aos alunos.

Em 1997, através da Resolução e Parecer da Coordenação de Estrutura e Funcionamento da SEED/PR, publicada em 17 de março, foi autorizado o Ensino de 2º grau, com a oferta do curso de Educação Geral. Assim o Colégio Estadual Tancredo Neves - Ensino de 1º e 2º Grau - passa a ofertar turmas próprias, não mais como extensão do Colégio Reinaldo Sass, para o nível médio. Nesse período, a Escola Municipal Alaor Santos funcionou como extensão física do Colégio Estadual Tancredo Neves, tendo em vista que o prédio da Escola Municipal Casemiro de Abreu, não dispunha de estrutura física para atender todos os alunos. O sistema de compartilhamento do prédio continuou até o ano 2000, período em que a Escola Municipal foi extinta e o imóvel se tornou de uso exclusivo do Colégio Estadual Tancredo Neves.

Na década de 90, o bairro Pinheirinho continuava crescendo em ritmo acelerado, tornando-se o centro da Zona Norte. De 1995 aos anos 2005 o número de alunos dobrou, passando de 500 (quinhentos) para 1000 (mil) crianças e adolescentes matriculados no Ensino Fundamental e Médio. Este fato foi determinante para que a Secretaria Estadual de Educação do Paraná autorizasse, em 2005, a construção de um novo prédio, com estrutura para atender a todos os alunos no mesmo espaço físico.

Durante o primeiro ano de construção do novo prédio (2005), outras instituições de ensino tornaram-se subsedes do Colégio Estadual Tancredo Neves, dentre elas a Escola Municipal XV de Outubro e a Escola Municipal Recanto Feliz (CAIC). A oferta de turmas foi organizada de acordo com a localização de moradia dos alunos, com o intuito de facilitar o acesso e a permanência nos locais de ensino.

Nos anos de 2006 a 2007, houve uma reorganização no local de atendimento aos alunos do Colégio Estadual Tancredo Neves, quando todo o contingente de alunos passou a frequentar as aulas no Colégio Estadual João Paulo II, localizado no Bairro Jupter. Em 2008 o novo prédio foi inaugurado e em 2010 passou a oferecer a comunidade o curso de Educação Profissional Técnico em Meio Ambiente, em nível médio.

Em 2016, completamos 30 anos de história na educação. Orgulhamo-nos de ser reconhecida como uma escola pública comprometida com a vida real do nosso aluno e com a transformação social de nossa comunidade – cidade norte de Francisco Beltrão. Apropriar-se do conhecimento escolar, apreender princípios, valores e comportamentos que estimulem os alunos a buscar novas condições de vida, constitui o nosso sucesso e a nossa missão.



Instituição de Ensino: Colégio Estadual Tancredo Neves – Ensino Fundamental, Médio e Profissional

Código da Instituição: 1183

Endereço: Rua Barra Mansa, s/nr – Bairro: Pinheirinho

Município: Francisco Beltrão/PR

NRE: Francisco Beltrão/PR

Código do NRE:12

Código do INEP: 41056651

Dependência Administrativa: Estadual

Localização: Urbana

Oferta de Ensino: Ensino Fundamental, Médio e Profissionalizante

Ato de autorização da instituição

Resolução nº 5.431/1985 de 10/Dezembro/1985

Ato de Reconhecimento da Instituição

Resolução nº 764/1990 de 03/04/1990

Parecer do NRE de aprovação do Regimento Escolar Nº 247/2008 de 10/12/2008

Entidade Mantenedora: SEED/PR

II Concurso de Fotografias - 2017 (+ fotos...clique aqui)
O concurso de Fotografias tem como objetivo incentivar produções fotográficas de qualidade técnica, além de contribuir para a reflexão sobre importância para além da sala de aula.A reflexão dos espaços públicos em que estão inseridos também faz parte da valorização e do aprendizado além sala de aula. O tema abordado esse ano é o ''Bairro onde vivo" que faz dessa atividade a valorização dos espaços que são cotidianos.



Trabalho Extra-Curricular com Teatro (+fotos...clique aqui)
Orgulho destes Alunos Artistas dos Colégio Tancredo Neves e Colégio Joao Paulo II! Performance maravilhosa do Poema "Vida de Artista". Parabéns Alunos e Professor/ Diretor e grande Ator Marco Aurélio Frapporti pelo sério trabalho desenvolvido em nossas escolas. Nosso respeito e gratidão à você e ao Departamento de Cultura por viabilizarem essa conquista à nossa comunidade escolar.



Show de Talentos 2017 (+ fotos...clique aqui)
Belíssimo trabalho realizado pelos alunos expondo seus talentos e fazendo parte do processo educativo tanto na exposição quanto na apreciação dos mesmos. Na oportunidade foram premiadas as melhores fotos de 2017.

Equipe Multidisciplinar

Plano de Ação da Equipe Multidisciplinar





Retrato da Escola

Breve Histórico de nossa instituição de ensino


O Colégio Estadual Tancredo Neves atende a aproximadamente, 1.400 (mil e quatrocentos alunos) matriculados nas duas etapas finais da Educação Básica: Ensino Fundamental - do 6º a 9º ano - e Ensino Médio, nas modalidades regular e profissionalizante (Técnico em Meio Ambiente), nos períodos matutino, vespertino e noturno. A instituição oferece Sala de Apoio a Aprendizagem para alunos com dificuldades de aprendizagem e, na modalidade Educação Especial, oferece atendimento na Sala de Recursos Multifuncional. Contamos ainda com duas turmas de EJA – Educação de Jovens e Adultos de Alfabetização (Fase I e Fase II) que atendem alunos do Ensino Fundamental e Médio. No contra turno escolar o colégio oferece o Projeto CELEM com aulas de Espanhol, nível básico e avançado. Temos ainda, no turno intermediário, atividade complementar desportiva. Em parceria com o SESC/PR, oferece Projeto Futuro Integral, através de Oficinas realizadas com ênfase no desenvolvimento do Raciocínio Lógico-matemático e Produção Textual e, Projeto de Sala de Apoio à Aprendizagem. Abriga o projeto PIBID - Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - na disciplina de Geografia, além de parceira com as Universidades: UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná -, UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná -, UNIPAR – Universidade Paranaense -, para projetos relacionados ao ensino e a aprendizagem, e ações de Formação Continuada do quadro de professores e funcionários.

Nossos alunos são oriundos de famílias assalariadas em sua grande maioria. É uma comunidade que por sua dimensão e diferenças, apresenta uma condição fácil de se trabalhar. As famílias, responsáveis pelos alunos uma quantidade razoável trabalha na BRF (frigorífico que está instalado no bairro) . O poder aquisitivo da maioria das famílias contempla uma forma simples mas com moradia própria e condições de manter o mínimo para manutenção dos seus.

Nossa escola busca aprimorar e estar conectada dentro das condições apresentadas em cada momento. Participamos de um Projeto PIBID de informática com a UTFPR, o qual, trabalhou com um grupo de alunos a Robótica na Educação. Elaboramos questionários on line para promover pesquisas no contexto escolar, entre elas, pesquisa para auto identificação racial, Inscrições para cursos e eventos, inscrições para ENEM, aulas on line e avaliações. O uso do celular foi pontual para realização do Concurso de Fotografia. O objetivo principal do concurso é incentivar produções fotográficas criativas e de qualidade técnica. Estas produções devem apresentar a realidade em que o aluno está inserido, transpondo para a fotografia problemas sociais e ou pontos relevantes do bairro onde vive. O laboratório de informática é o mais utilizado para realização de pesquisas em geral conforme encaminhamento e orientação dos professores.

No PPP e na PPC, existem registro de organização no planejamento do professor de diferentes maneiras pedagógicas de aplicabilidade na aprendizagem quanto a utilização das tecnologias no espaço escolar. São pontuadas como ferramentas de apoio no processo ensino/aprendizagem. Nas semanas pedagógicas são estudados os meios midiáticos disponíveis e com possibilidades de serem acessados nas aulas.

Nossos alunos utilizam as TDIC na sua grande maioria para as redes sociais. A interação acontece muito com as conversas informais online pelo celular. A pesquisa científica ocorre quando o professor planeja, orienta e encaminha a atividade. Os professores procuram dinamizar o trabalho utilizando os meios midiáticos disponíveis no ambiente escolar e ou fora dele se possível.

Não existe uma pesquisa sobre o acesso à internet e smartphone de alunos e professores. Porém, percebemos que praticamente todos possuem um celular e se não possuem internet própria, acessam em ambientes que a possuem.

A direção escolar utiliza o email e as redes sociais para passar todas as informações pedagógicas aos professores/educadores e comunidade escolar. Hoje os meios de comunicação midiáticos são indispensáveis para que a comunicação seja momentânea e dinâmica.

Utilizaremos o vídeo para representar o Retrato da Escola porque promove a participação das pessoas envolvidas com mais facilidade e qualidade podendo ser disponibilizada para trabalhos futuros na escola.












Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito